As comédias do dramaturgo romano Plauto (século III a.C.) criaram personagens notórios, tendo sido retomadas por William Shakespeare, Molière e, no caso brasileiro, por Ariano Suassuna, em sua comédia "O santo e a porca. Imitação nordestina de Plauto" (1957). A alternativa que caracteriza corretamente a dramaturgia de Plauto e da Comédia Nova Romana é:
  • A. A Comédia Nova Romana, à qual a dramaturgia de Plauto pertence, é marcada por personagens políticos e sobrenaturais, como deuses e heróis;
  • B. A comédia latina de Plauto se opõe à tradição grega e busca produzir uma dramaturgia autônoma e inovadora, pondo em cena temas relativos ao poder e à vida pública, como a biografia dos cônsules e senadores;
  • C. Plauto privilegia personagens de elevado senso moral que expressam os valores e as preocupações dos cidadãos da Roma republicana, tais como os vencedores da Segunda Guerra Púnica;
  • D. A Comédia Nova Romana de Plauto debruça-se sobre os mitos originais e ancestrais do Lácio e dos fundadores de Roma, englobando a tradição e a vida pública como objeto do riso cômico;
  • E. A dramaturgia de Plauto é povoada por tipos sociais característicos, como o escravo esperto, o velho avaro, a cortesã, os jovens amantes e os parasitas sociais.