• A. A solução cenográfica de Ratto, ao criar dois espaços concomitantes para abrigar a cena urbana e rural, positivava a dinâmica social da grande cidade, em contraste com os valores ultrapassados do campo, que o personagem Joaquim rejeita;
  • B. O sucesso da peça, em São Paulo, em 1955, foi um exemplo da força do teatro amador, com o Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) à frente, e das pesquisas de Andrade e Ratto, comprometidos com a investigação dramatúrgica de temas regionalistas;
  • C. O texto da peça, organizado em duas linhas temporais, o presente situado na cidade, em 1932, e o passado, situado no campo, em 1929, junto com a encenação concomitante dos dois momentos, mantêm o público sem saber o desfecho do drama, acrescentando-lhe suspense e comicidade;
  • D. A máquina de costura, disposta no limiar dos dois ambientes, representa a chance de uma vida melhor para os personagens do núcleo familiar da peça e dos novos valores sociais que abraçam, como o trabalho feminino no contexto da produção industrial;
  • E. A dramaturgia tchekhoviana e o realismo psicológico de Arthur Miller são duas influências na obra de Jorge Andrade, mobilizadas para compor a moldura dramática do impacto da crise econômica na vida dos personagens e das diversas percepções que elaboram sobre a mudança enfrentada.