• A. cria uma analogia antropomórfica com o personagem histórico Sansão, aludindo à sua força descomunal;
  • B. enaltece a combinação entre arte e tecnologia, valorizando o ferro e as engrenagens mecânicas do macaco;
  • C. protesta contra as barreiras que a sociedade impõe, criticando as "catracas" espaciais, culturais e sociais existentes;
  • D. separa escultura de arquitetura, em uma situação em que a primeira destrói a segunda;
  • E. envolve o visitante como observador e participante da eventual destruição da obra e do espaço da galeria.