No âmbito da discussão acerca do trabalho com a Arte na escola, são argumentos que defendem sua inserção, EXCETO:
  • A. Numa sociedade em que os meios de comunicação dominam os mercados, influenciando e direcionando o gosto das pessoas, em que a tecnologia permeia todas as áreas de conhecimento e também as relações humanas, em que o consumo aumenta a cada dia e dita os hábitos familiares e pessoais, a Arte seria uma forma de ativar e de estimular as sensações, o potencial criativo e as emoções humanas.
  • B. Por intermédio da Arte é possível desenvolver a percepção e a imaginação, apreender a realidade do meio ambiente, desenvolver a capacidade crítica, permitindo ao indivíduo analisar a realidade percebida e desenvolver a criatividade de maneira a mudar a realidade que foi analisada.
  • C. A Arte proporciona atividades que permitem a inclusão. É fácil perceber, por exemplo, o quanto a expressão musical tem sido um importante meio de comunicação dos mais diversos grupos sociais. Todavia, esses argumentos são minimizados quando essa expressão nem sempre é acompanhada de uma formação musical acadêmica, como é o caso de compositores de rua, fato que relativiza a importância da experimentação musical.
  • D. Em uma realidade como a nossa, em que a divisão do trabalho é fator determinante e as pessoas estão cada vez mais especializadas, a Arte pode ser uma forma de resgatar a totalidade. Totalidade esta que envolve as várias dimensões do ser humano: afetiva, cognitiva e social, numa relação integradora de emoção e razão, afetividade e cognição, subjetividade e objetividade, conhecimento e sentimento.
  • E. A Arte e a cultura são um meio de expressão humana, um meio de comunicação importante. O indivíduo expressa, por meio da Arte, seus sentimentos, suas angústias, suas alegrias e se sente participativo na sociedade na qual está inserido.