Auditoria Fraude e Erro

O auditor interno ao realizar o processo de avaliação das rotinas a seguir, constata que

I. uma nota fiscal de compras de material de escritório, que o analista contábil havia guardado em sua gaveta para posterior registro, não foi lançada;

II. em virtude de problemas no setor de faturamento da empresa, o gerente de logística, que tinha urgência em realizar a entrega da mercadoria a um cliente especial, utilizou uma nota fiscal de um outro cliente que já havia recebido a mercadoria com a mesma especificação e quantidade para atender essa urgência;

III. o gerente de tecnologia da informação, por solicitação do departamento de contabilidade, ajustou o sistema de estoques para que, todas as vezes em que o saldo de mercadorias no sistema estiver abaixo da quantidade vendida, sejam baixados somente os itens existentes no sistema.

Com base nas considerações anteriores e de acordo com as definições convencionadas de fraude e erro, podemos afirmar que houve, respectivamente

  • a.

    I. Fraude; II. Fraude; III. Fraude

  • b.

    I. Erro; II. Erro; III. Fraude

  • c.

    I. Erro; II. Erro; III. Erro

  • d.

    I. Fraude; II. Fraude; III. Erro

  • e.

    I. Erro; II. Fraude; III. Fraude