Auditoria Parecer de Auditoria e Opinião do Auditor

A empresa de Auditoria Garantia solicitou a seu cliente que realizasse, com seu consultor jurídico, a circularização de seus processos e litígios em andamento. O auditor, não se sentindo seguro em relação à posição por este apresentada, recomendou à empresa uma segunda opinião de consultor jurídico independente, o qual se recusou a emitir opinião. Desta forma, o auditor deve

  • A.

    expedir o parecer sem ressalva respaldando-se na posição do primeiro consultor jurídico.

  • B.

    emitir o parecer com ressalva porque representa uma limitação na extensão da auditoria.

  • C.

    determinar que sejam evidenciados em notas explicativas os reflexos que a demonstração sofreria.

  • D.

    estabelecer a relevância do fato e, caso não tenha representatividade, desconsiderá-lo.

  • E.

    emitir parecer com abstenção de opinião, independentemente da relevância do fato.