Auditoria Auditoria Independente Parte Geral

O auditor da empresa Negócios S.A. estabeleceu três procedimentos obrigatórios para emissão do parecer. O primeiro, que a empresa renovasse o contrato de auditoria para o próximo ano, o segundo, que a empresa emitisse a carta de responsabilidade da administração e o terceiro, que o parecer seria assinado por sócio do escritório de contabilidade, cuja única formação é administração de empresas. Pode-se afirmar, com relação aos procedimentos, respectivamente, que:

  • A.

    é ético, não é procedimento de auditoria e atende as normas de auditoria e da pessoa do auditor.

  • B.

    não é ético, não é procedimento de auditoria e não atende as normas de auditoria e da pessoa do auditor.

  • C.

    é ético, não deve ser considerado para emissão do parecer e atende as normas de auditoria e da pessoa do auditor.

  • D.

    é ético, considera-se apenas em alguns casos para emissão do parecer e não atende as normas de auditoria e pessoa do auditor.

  • E.

    não é ético, é procedimento de auditoria e não atende as normas de auditoria e da pessoa do auditor.