No que se refere às funcionalidades da interface de busca em bibliotecas digitais, outras funcionalidades podem servir de apoio à atividade de aprendizagem e à criação de novos conhecimentos, missão de serviço de bibliotecas digitais mais avançadas. Shneiderman, estudioso da interação homem-máquina nas bibliotecas digitais, propõe o que ele chama de genex framework em que a interface é uma função de quatro fases exigidas pela criatividade, quais sejam:
  • A. visualização, ordenação, gestão e acesso.
  • B. definição, seleção, formulação e exame.
  • C. aquisição, tratamento, armazenagem e extração.
  • D. coleta, comunicação, criação e contribuição.
  • E. recuperação, captura, manipulação e uso.