Na construção de tesauros, quando um conceito pode ser representado por vários símbolos distintos ou quando se quer reduzir, por questões pragmáticas, os níveis de implicação conceitual, estabelecem-se as relações de equivalência semântica. Tais relações permitirão controlar os três conjuntos de dispersões semânticas, características da linguagem natural, as dispersões léxicas, as simbólicas e as sintáticas. Exemplos de dispersão sintática são:
  • A. casa e casas; aluno e aluna;
  • B. software e programa; layout e leiaute;
  • C. professor e docente; estudante e discente;
  • D. UFSC e Universidade Federal de Santa Catarina; UDESC e Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina;
  • E. conceptual e conceitual; linguagem documentária e tesauro.