Biologia Biologia Celular Bioquímica

A exploração dos ácidos nucléicos de agentes infecciosos é a mudança mais profunda nos anos recentes na prática de patologia clínica. Em princípio, os ácidos nucléicos, que contêm toda a informação genética do organismo, representam o componente molecular mais útil para seu diagnóstico.

Sobre esse assunto, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

  • A. A seqüência precisa de nucleotídeos no DNA ou RNA reflete o fenótipo do organismo, permitindo a definição de espécie, cepa ou variante.
  • B. A estrutura química dos ácidos nucléicos varia entre os organismos procariotas e eucariotas, o que exige uma padronização de métodos para sua detecção.
  • C. Cada organismo tem um único genoma, portanto a quantidade de ácido nucléico específico corresponde exatamente à quantidade de organismo, permitindo a quantificação exata do agente infeccioso.
  • D. O uso dos ácidos nucléicos na clínica, que permite a detecção por amplifi-cação de qualquer fragmento de DNA (ou indiretamente RNA), é a reação em cadeia da polimerase.