Biologia Biologia Celular Bioquímica

A dosagem combinada do isoenzimograma de creatina-quinase e da lactato desidrogenase é de grande importância como marcadores de lesão miocárdica. Dada a tabela, contendo as composições dessas enzimas, pode-se afirmar que:

  • A.

    normalmente, a atividade da isoenzima LDH2 é maior que a da LDH1. A razão aumentada LDH2/LDH1 é diagnóstico de infarto do miocárdio.

  • B.

    após lesão do tecido cardíaco, o rompimento de células libera CPK3 no sangue durante as primeiras 6 a 18 horas após o infarto.

  • C.

    a liberação de LDH aparece de um a dois dias antes do aparecimento de CPK2 após um infarto.

  • D.

    no infarto, a atividade de LDH5 torna-se maior que a de LDH2, quase no mesmo período que os níveis de CPK2 estão voltando a linha de base de 48-60 horas.

  • E.

    as isoenzimas da lactato desidrogenase e da creatina quinase diferem uma da outra em termos de estrutura terciária.