Biologia Botânica

A evolução da reprodução das plantas nos ambientes terrestres ocorreu na direção de diminuir a dependência de água. As briófitas são características de locais úmidos, sendo sempre dependentes da água, ao menos para o deslocamento do anterozoide flagelado até a oosfera. As briófitas são plantas

  • A.

    diplobiontes, cujo zigoto germina sobre a planta-mãe, dando origem ao esporófito dominante, que possui esporos contidos nos esporângios reunidos em soros. Esses esporos, ao germinarem, darão origem a uma nova planta-mãe.

  • B.

    diplobiontes, apresentando alternância de gerações heteromórfica entre gametófito ramificado, fotossintetizante e independente e esporófito não ramificado e ao menos parcialmente dependente do gametófito.

  • C.

    diplobiontes, apresentando alternância de gerações, cuja fase esporofítica é predominante sobre a fase gametofítica. Possuem pequenas flores que reúnem as estruturas para reprodução, podendo ser monoclinas ou diclinas.

  • D.

    haplobionte-haplonte, onde apenas o zigoto, formado pela fusão dos gametas, é diploide e sofre meiose para formar células haploides que darão origem a novas plantas por mitoses.

  • E.

    haplobionte-diplonte, onde todas as células somáticas são diploides e somente as células germinativas sofrem meiose e dão origem aos gametas haploides.