Biologia Biologia Animal Fisiologia Animal

Se administrarmos o anestésico hexobarbitona (50 mg/kg de massa corporal) aos humanos, conseguimos mantê-los desacordados durante várias horas. Por outro lado, se a mesma dose de hexobarbitona for administrada a camundongos, eles permanecerão anestesiados durante apenas alguns minutos. Assumindo que as reações enzimáticas das vias metabólicas dos humanos e dos camundongos são praticamente iguais, a principal razão para a diferença de efeitos da hexobarbitona observada nas duas espécies é:
  • A. proporcionalmente existem menos receptores para a hexobarbitona no camundongo do que no homem;
  • B. a taxa de metabolismo basal do camundongo é muito mais alta que aquela dos humanos;
  • C. a hexobarbitona é mais solúvel no plasma humano do que no plasma do camundongo;
  • D. o camundongo possui imunoglobulinas naturais específicas contra a molécula da hexobarbitona;
  • E. o camundongo possui um número muito maior de néfrons que o homem, o que aumenta a excreção da hexobarbitona.