Biologia Biologia Celular Microbiologia

Com a crescente preocupação mundial com a tuberculose, os laboratórios de Microbiologia têm sido cada vez mais exigidos em relação à rapidez do diagnóstico. Uma variedade de técnicas está sendo implantada nos laboratórios para acelerar o diagnóstico, mas as técnicas convencionais ainda ocupam um espaço importante na rotina laboratorial. O perfil de sensibilidade das cepas de M. tuberculosis passou a ter um papel extremamente importante para o clínico, já que a sensibilidade às drogas tradicionais tinha sofrido algumas mudanças, o que ocasionava sérias dificuldades no tratamento. Além do aparecimento de cepas multirresistentes de M. tuberculosis, aparecerem as infecções por outras espécies de micobactérias, como por exemplo M. avium, nestes pacientes, levando a quadros graves.

Com base no quadro apresentado, analise as afirmações com relação ao diagnóstico laboratorial de micobactérias:

I. Todas as amostras clínicas, exceto sangue e medula óssea, devem ser examinadas por algum método de coloração, para a presença ou não de bacilos álcool- -ácido resistentes, usando-se as técnicas de Ziehl- Neelsen, Auramina ou Kinyoun.

II. A coloração de Kinyoun é indicada não só para micobactérias, mas também para Nocardia spp. e outros bacilos Gram positivos ramificados que se coram fracamente pela coloração de Ziehl-Neelsen.

III. Algumas amostras podem apresentar flora mista de bactérias e devem ser tratadas para minimizar o crescimento de microrganismos contaminantes, que crescem mais rápido, impossibilitando o crescimento das micobactérias. Portanto, materiais biológicos como líquor, sangue, medula óssea e biópsias devem ser tratados antes de serem semeados nos meios apropriados.

IV. O N-acetil-L-cisteína/NAOH 2% é um potente agente mucolítico e favorece a utilização de concentrações baixas do descontaminante sem prejudicar a recuperação de micobactérias. A desvantagem é que a solução deve ser preparada diariamente porque ela perde a atividade após 24 horas.

V. Ácido oxálico a 5% é o método de escolha para processar amostras contaminadas com Pseudomonas aeruginosa.

Com relação às afirmações acima:

  • A.

    Somente I e II estão corretas.

  • B.

    Somente I, II e III estão corretas.

  • C.

    Somente I, II, III e V estão corretas.

  • D.

    Somente I, II, IV e V estão corretas.

  • E.

    Somente IV e V estão corretas.