A criptococose é uma doença cosmopolita que ocorre em baixa freqüência, embora a forma de contágio seja extremamente fácil. Causa graves distúrbios no homem, podendo haver comprometimento ocular, pulmonar, ósseo, da próstata, além do cerebral, e pode ficar incubada por muito tempo. É provocada pelo agente Criptococos neoformans, que possui uma variedade C.gatti. A baixa freqüência dessa doença parece estar relacionada também à resistência natural da espécie humana a ela. Sobre a criptococose, podese dizer que é causada por
  • A. um fungo normalmente encontrado em roedores e transmitido diretamente pelo contato com as fezes desses animais, ou quando diluídas. A partir do contágio, a pessoa torna-se um reservatório.
  • B. uma bactéria encontrada nos organismos de cães e gatos, que não apresentam a doença e servem como reservatório. O contágio ocorre pelo contato com animais contaminados e, depois, de pessoa a pessoa.
  • C. um fungo encontrado normalmente em morcegos, podendo ser transmitido pelo contato direto com o animal ou com suas fezes. A transmissão de pessoa a pessoa ocorre por contato com utensílios contaminados, tais como copos ou talheres.
  • D. uma micobactéria existente normalmente no solo, podendo ser transmitida pela ingestão de alimentos contaminados. Não ataca outros mamíferos e aves, sendo esses os grandes responsáveis pela disseminação do agente.
  • E. um fungo saprófita, que vive no solo e nas árvores e que chega até o homem pelas fezes de pombos. A transmissão ocorre por inalação.