Segundo Krasilchik, M., no período compreendido entre 1970 e 1980, as agressões ao ambiente, decorrentes do desenvolvimento, resultaram em crescimento do interesse pela educação ambiental e na agregação de mais um objetivo ao ensino de Ciências: o de fazer com que os alunos discutissem também as implicações sociais do desenvolvimento científico. De acordo com essa óptica, pode-se afirmar que, entre as metas do ensino, visou-se a

  • A.

    fazer uma revisão crítica ao uso da metodologia científica nas pesquisas sobre impactos ambientais.

  • B.

    incorporar ao racionalismo subjacente ao processo científico, a análise de valores e o reconhecimento de que a ciência não é neutra.

  • C.

    tornar independentes a análise de valores e a concepção de que a ciência é neutra.

  • D.

    estimular a pesquisa, independentemente do debate entre pesquisadores e filósofos da ciência.

  • E.

    excluir o racionalismo subjacente ao processo científico, enfatizando a análise de valores e o reconhecimento de que a ciência é neutra.