Analisando o desenvolvimento embrionário de equinodermos e cordados, os cientistas encontram relações de parentesco evolutivo entre os dois grupos, uma vez que ambos são

  • A.

    diblásticos, enterocelomados e protostômios.

  • B.

    diblásticos, esquizocelomados e deuterostômios.

  • C.

    triblásticos, enterocelomados e protostômios.

  • D.

    triblásticos, esquizocelomados e deuterostômios.

  • E.

    triblásticos, enterocelomados e deuterostômios.