Um caso de atropelamento seguido de morte foi inicialmente suposto como sendo um acidente de trânsito. Porém, durante a autópsia da vítima, foi constatada uma gestação de oito semanas, o que levantou a possibilidade de homicídio e que o responsável seria o pai. Um teste de paternidade foi realizado utilizando fragmentos da vítima e de produtos da gestação, assim como material biológico do suspeito, concluindo, com uma probabilidade de 99,9999%, que era o pai.

A partir da situação hipotética apresentada acima, julgue os itens subseqüentes.

Em um embrião na oitava semana de gestação, a genitália externa ainda não é evidente, mas é possível observar na região da genitália externa um tubérculo genital, uma intumescência labioescrotal e pregas urogenitais.

  • C. Certo
  • E. Errado