Uma mulher com dois úteros deu à luz um casal de gêmeos, no dia 7 de maio último, no município de Cariacica, no Espírito Santo. Essa mulher, portadora de um tipo raro de anomalia, chamada útero didelfo, (dividido em dois por um septo ou parede), gestou um bebê em cada um de seus úteros. A análise do DNA do casal de gêmeos apresentaria, como resultado, o seguinte grau de homologia entre as seqüências de bases nitrogenadas:

  • A.

    total, uma vez que se trata de um caso de partenogênese

  • B.

    nulo, uma vez que se trata de um caso de dupla fecundação

  • C.

    total para apenas uma das hélices do DNA, já que se trata de um caso de gêmeos univitelinos

  • D.

    compatível com o esperado entre irmãos, uma vez que se trata de um caso de gêmeos bivitelinos