Os liquens resultam da associação de um fungo com uma cianobactéria, ou de um fungo com uma alga. Esta associação permite que os liquens vivam tanto numa pedra quanto no gelo. Os liquens são considerados uma simbiose do tipo:

  • A.

    comensalismo;

  • B.

    mutualismo;

  • C.

    inquilinismo;

  • D.

    canibalismo;

  • E.

    parasitismo.