Para que catalisadores proteicos possam atuar com máxima eficiência invariavelmente, necessitam de moléculas adicionais não proteicas.

Todas as alternativas abaixo são categorias que exemplificam essas moléculas adicionais, EXCETO:

  • A. Hormônios.
  • B. Cofatores.
  • C. Coenzimas.
  • D. Grupos prostéticos.