Um técnico da EMATER/RS-ASCAR, visitando uma aldeia indígena no município de Redentora, para orientar os membros de uma família na organização de uma plantação para o cultivo de alimentos, constatou a presença, na área a ser trabalhada, de uma grande quantidade de miriápodes, com o corpo formado por três tágmas: cabeça pequena com um par de antenas curtas, tórax e um abdome longo com dois pares de patas por metâmeros fusionados. Os exemplares observados são comuns e identificados popularmente por
  • A. minhocuçu.
  • B. lacraia.
  • C. piolho-de-cobra.
  • D. lagarta.
  • E. tatuzinho-da-terra.