O primeiro sistema de identificação humana com base genética foi o sistema ABO, descrito por Landsteiner, no início do século XX. Diversos outros grupos sanguíneos, como os sistemas Rh e MN, foram posteriormente descritos e passaram a ser utilizados na identificação humana e na definição da compatibilidade doador-receptor na transfusão sanguínea.

 Tendo o texto acima como referência inicial e considerando os múltiplos aspectos que ele suscita, julgue os itens a seguir.

Um homem com número e estrutura cromossômica normais apresenta, no máximo, dois alelos diferentes para o sistema ABO; e a espécie humana apresenta diversos alelos para esse mesmo locus gênico.
  • C. Certo
  • E. Errado