Ciência da Computação Arquiteturas

A arquitetura e-PING foi segmentada em cinco partes, com a finalidade de organizar as definições dos padrões. Tais partes são:

  • A.

    Mensageria; Infraestrutura de Rede; Serviços de Rede; Modelo Global de Dados (MGD); e Catálogo Padrão de Dados (CPD) .

  • B.

    Comunicação de Dados; Correio Eletrônico; Criptografia; Desenvolvimento de Sistemas; e Serviços de Rede.

  • C.

    Padrão de Metadados de Governo (e-PMG); Catálogo de Padrões de Dados (CPD); Catálogo de Referência dos XML Schema; Padrões de Interconexão; e Padrões de Segurança.

  • D.

    Padrões de Meios de Acesso a serviços eletrônicos de governo; Padrões de uso de Cartões Inteligentes e Tokens; Modelo Global de Dados (MGD); Guia de Gestão de Processos de Governo (GGPG); e Padrões Abertos.

  • E.

    Interconexão; Segurança; Meios de Acesso; Organização e Intercâmbio de Informações; e Áreas de Integração para Governo Eletrônico.