Ciência da Computação Software Engenharia de Software

Cláudia, que trabalha no Tribunal Regional do Trabalho da 15a Região, foi convidada a participar de uma reunião em que a seguinte questão estava sendo discutida pelos técnicos de TI: “Devemos usar firewall por hardware ou por software? O firewall dispensa o uso de um antivírus?”. Cláudia ouviu atentamente as opiniões dos técnicos antes de emitir a sua, mas identificou que um dos técnicos disse algo que estava INCORRETO, qual seja:
  • A. Dependendo do tipo de conexão usada no computador, é possível usar dois tipos de firewall, um por hardware e outro por software. Os firewalls por hardware muito utilizados são os que já vêm incorporados aos roteadores e modems de banda larga.
  • B. Em redes com vários computadores, o firewall do roteador pode ser configurado com políticas de bloqueio ou liberação de portas, fazendo posteriormente um ajuste individual no software do firewall de cada uma das máquinas da rede, de acordo com o perfil do usuário que as utilizará.
  • C. O firewall não dispensa a instalação de um antivírus. Ele funciona como um filtro que restringe a passagem dos dados recebidos e enviados pelo computador. O antivírus é necessário porque mesmo as comunicações consideradas seguras pelo firewall podem trazer ameaças à máquina, geralmente devido à operação incorreta do computador pelo usuário.
  • D. Tanto o firewall por hardware como o por software operam de maneira similar. Conforme a configuração definida, o firewall compara os dados recebidos com as diretivas de segurança e libera ou bloqueia os pacotes.
  • E. Caso ainda seja utilizada uma conexão discada para se conectar à internet, pode-se dispensar o uso de um software firewall no computador, pois conexões discadas são mais seguras e as proteções do antivírus garantiriam a segurança do tráfego de dados analógicos.