Ciência da Computação Segurança da Informação Malware e Spyware

Considere as definições de malwares: I. São programas que se espalham por meio da inserção de uma cópia de si mesmos em outros softwares e arquivos. É muito comum que sejam propagados por meio de arquivos executáveis, porém, eles só conseguem infectar outras aplicações do sistema quando executados. Além de causar danos ao sistema hospedeiro, se propagam à medida que o usuário os enviar (sem saber) para outros, através de e-mail ou mídias removíveis. Desse modo, o ciclo será reiniciado e outras máquinas também serão infectadas. II. Possuem a capacidade de se propagarem automaticamente e enviar cópias completas de si mesmos para outros computadores. Ou seja, eles não precisam se anexar a outros arquivos para conseguirem infectar uma máquina e podem se mover entre hospedeiros por conta própria. Quando um deles se aloja em um computador, além de ser capaz de executar ações danosas ao sistema, ele também busca por meios de se auto-propagar. Por exemplo, ele pode acessar a lista de contatos de e-mails dos usuários do sistema e, então, enviar cópias de si mesmo para os computadores alvos. Dessa forma, eles serão transmitidos por meio da internet e, quando se instalarem em outros hospedeiros, o ciclo de infecção será reiniciado. Está correto afirmar que
  • A. o tipo I se refere a vírus e o tipo II a worms (vermes).
  • B. os dois tipos definem diferentes formas de spywares.
  • C. os dois tipos definem diferentes formas de trojans (cavalos de troia).
  • D. o tipo I se refere a worms (vermes) e o tipo II a trojans (cavalos de troia).
  • E. o tipo I se refere a bots e o tipo II a botnets.