A derivação do Modelo E-R para o Modelo Relacional deve seguir uma regra em que

  • A.

    uma tabela é acessível por qualquer atributo, desde que este seja declarado como chave primária.

  • B.

    toda entidade torna-se uma tabela, carregando todos os atributos definidos.

  • C.

    o relacionamento M:N entre conjunto de dados (tabelas) deve existir fisicamente, por meio de chave estrangeira.

  • D.

    o relacionamento 1:N, envolvendo auto-relacionamento, exige que a chave secundária da entidade A seja, na entidade B, a chave primária.

  • E.

    o mapeamento dos relacionamentos pode ser por navegação disjunta, para trabalhar com as modificações das definições dos registros existentes.