Apresentam uma forte tendência à implementação bottom- up do sistema e insistem na progressão linear e seqüencial entre uma fase e a seguinte. Obtêm um conjunto inicial de necessidades que são implementadas rapidamente sendo refinadas e expandidas à medida em que o conhecimento do sistema aumenta. Os trechos acima referem-se, respectivamente, aos ciclos de vida:

  • A.

    clássico e prototipação.

  • B.

    clássico e semi-estruturado.

  • C.

    semi-estruturado e convencional.

  • D.

    semi-estruturado e prototipação.

  • E.

    semi-estruturado e estruturado.