Dadas as seguintes definições, próprias de um projeto estruturado de sistemas:

I. O alcance ou escopo de efeito de um módulo m é definido como todos os módulos que são afetados por uma decisão tomada nesse módulo m.

II. O alcance ou escopo de controle de um módulo m abrange todos os módulos que são subordinados e, em última análise, subordinados ao módulo m.

III. Coesão é definida como a ligação entre elementos de um mesmo módulo ou, melhor, é a medida da força funcional relativa de um módulo.

IV. Acoplamento é definido como a ligação entre módulos ou, melhor, é a medida da interdependência relativa entre módulos.

Pela análise dessas definições e considerando o mais adequado projeto estruturado de sistemas, deve-se envidar esforços para

  • A.

    manter o alcance de efeito de um módulo fora do alcance de controle desse módulo. enfraquecer o grau de coesão funcional de um módulo. minimizar o grau de acoplamento entre módulos.

  • B.

    manter o alcance de efeito de um módulo fora do alcance de controle desse módulo. fortalecer o grau de coesão funcional de um módulo. minimizar o grau de acoplamento entre módulos.

  • C.

    manter o alcance de efeito de um módulo dentro do alcance de controle desse módulo. enfraquecer o grau de coesão funcional de um módulo. maximizar o grau de acoplamento entre módulos.

  • D.

    manter o alcance de efeito de um módulo fora do alcance de controle desse módulo. enfraquecer o grau de coesão funcional de um módulo. maximizar o grau de acoplamento entre módulos.

  • E.

    manter o alcance de efeito de um módulo dentro do alcance de controle desse módulo. fortalecer o grau de coesão funcional de um módulo. minimizar o grau de acoplamento entre módulos.