Trata-se de um mecanismo que identifica o remetente de determinada mensagem eletrônica. No âmbito da ICP-Brasil, possui autenticidade, integridade, confiabilidade e o não-repúdio, o que implica que seu autor não poderá, por forças tecnológicas e legais, negar que seja o responsável por seu conteúdo. A técnica permite não só verificar a autoria do documento, como estabelece também uma “imutabilidade lógica” de seu conteúdo, pois qualquer alteração do documento, como por exemplo a inserção de mais um espaço entre duas palavras, invalida o processo de autenticação. O texto refere-se a
  • A. certificado digital.
  • B. assinatura digital.
  • C. autocertificado digital.
  • D. autoassinatura digital.
  • E. autenticação digital.