Criptografar pastas e documentos é muito importante para que se tenha o máximo de segurança. Atualmente, várias pessoas buscam vulnerabilidades e/ou falhas nas redes para capturar dados e, assim, obter alguma vantagem com eles. Esse crime denomina‐se sequestro de dados. Indivíduos sequestram dados após invadirem o computador e pedem resgate para devolvê‐los. Nesse ponto, uma boa criptografia pode dificultar bastante a ação desses indivíduos no que tange a descobrir o conteúdo das pastas e/ou arquivos. Nos sistemas de arquivos NTFS, o comando cipher é utilizado para exibir ou alterar a criptografia de pastas e arquivos. O cipher pode ser usado em linha de comando com vários parâmetros, com a seguinte sintaxe: cipher [parâmetros] {nome_de_caminho [...]} [...]. Assinale a descrição do parâmetro “/H”.
  • A. Descriptografa as pastas especificadas.
  • B. Efetua a operação nos arquivos e pastas.
  • C. Efetua a operação selecionada na pasta especificada e em todas as subpastas.
  • D. Atualiza os arquivos criptografados especificados para utilizar a chave EFS atual configurada.
  • E. Exibe arquivos com atributos do sistema ou ocultos. Por padrão, esses arquivos não são criptografados ou descriptografados.