Nos sistemas Linux, por padrão, não é permitido logar como usuário root; entretanto, pode‐se tornar o usuário root do sistema, ou mesmo usar os “poderes” do root para efetuar quaisquer alterações necessárias. Nem sempre é conveniente se tornar o superusuário de forma contínua. Muitas vezes, pode‐se precisar efetuar uma alteração/configuração administrativa mais rápida no sistema sem ser necessário sair e conectar‐se novamente. Isso acontece, pois, às vezes, é necessário conectar‐se novamente na rede, como root, e descobrir que o sistema não permite. Nessa situação, recomenda‐se o uso do comando su, seguido da senha solicitada. O prompt irá mudar de usuário comum ($) para superusuário (#). Essa operação permite executar qualquer comando, mas isso não permite que seja lido o ambiente do root, o que pode provocar alguma mensagem, depois de um comando digitado, que saiba estar disponível, com o seguinte: “Command not found” (“Comando não encontrado”). Para que isso seja possível, um parâmetro deve ser utilizado juntamente com o comando su. Assinale a alternativa que apresenta corretamente a execução do comando para a operação anterior.
  • A. $ su –c.
  • B. $ su –C.
  • C. $ su –.
  • D. $ su –I.
  • E. $ su –L.