A ITIL v3, atualizada em 2011, utiliza diversos termos que apoiam o gerenciamento de incidentes, problemas e mudanças. Considere:

I. Metodologia para usar centrais de serviço e grupos de suporte para prover serviços em regime 24/7 de forma transparente. Chamadas, incidentes, problemas e requisições de serviço são encaminhados entre os grupos que estão em diferentes fusos horários.

II. Divide-se nas etapas de detecção, diagnóstico, reparo, recuperação e restauração do incidente. É usado para ajudar a entender todas as contribuições ao impacto de incidentes e a como planejar para que sejam controladas ou reduzidas.

III. Categoria usada para identificar a importância relativa de um incidente, problema ou mudança. É usada para identificar os tempos requeridos para que ações adequadas sejam tomadas. Por exemplo, o acordo de nível de serviço pode afirmar que incidentes devem ser resolvidos em até 12 horas.

IV. Parte do processo de gerenciamento de problema e seu o objetivo é identificar problemas que, de outra maneira, poderiam permanecer não identificados. Analisa registros de incidentes e dados coletados por outros processos do gerenciamento de serviço de TI para identificar tendências ou problemas significativos.

V. Tempo acordado e periódico em que as mudanças ou liberações são implementadas com o mínimo impacto nos serviços. São normalmente documentadas em acordos de nível de serviço.

Os itens de I a V correspondem, correta e respectivamente, a:

  • A. Follow the sun − Ciclo de vida expandido de um incidente − Prioridade − Gerenciamento proativo de problemas − Janela de mudança.
  • B. Near-shore − Dashboard − Impacto − Ciclo de vida de um problema − Urgência.
  • C. Offshore − Verificação e auditoria − Urgência − Escalação − Tuning.
  • D. Virtual − Ciclo de vida de um incidente − Prioridade − Análise de Kepner e Tregoe − Urgência.
  • E. Follow the sun − Diagnóstico − Urgência − Escalação funcional − Tuning.