Questões de Concurso de Código de Ética do Profissional de Propaganda - Legislação Federal

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 913710

Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul - RS (DPE/RS) 2017

Cargo: Analista - Área Comunicação Social / Questão 37

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Propaganda, revisado,
  • A. corretor é o indivíduo registrado no veículo onde funciona como intermediário da publicidade remunerada, estando sujeito à disciplina do Código de Ética dos Profissionais de Propaganda.
  • B. a tabela de preços dos veículos é pública e segmentada de acordo com os compradores, devendo os valores variarem de acordo com o nível de cobertura territorial solicitado pelo cliente.
  • C. os veículos faturarão sempre em nome das agências, enviando as notas fiscais aos anunciantes.
  • D. a utilização de ideias, planos ou material de uma agência de propaganda por um cliente que dela se desligou será considerada imoral em qualquer situação.
  • E. consideram-se os profissionais de publicidade como integrantes ativos dos esforços de compliance, pelos quais os ambientes de trabalho e as relações negociais, especialmente com entes públicos, protejam-se de toda forma de corrupção e desvio de condutas éticas.

Questão 774638

Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) 2015

Cargo: Analista do CNMP - Área Apoio Técnico Especializado - Área Comunicação Social / Questão 53

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Considere as seguintes normas estabelecidas no Código de Ética dos Profissionais de Propaganda:

I. Os veículos de propaganda reconhecem a necessidade de manter os corretores e as agências como fonte de negócios e progresso dos seus empreendimentos e, por isso, a eles reservam o pagamento da comissão com exclusão de quaisquer outros indivíduos ou entidades.

II. A tabela de preços é pública e igual para todos os compradores, dentro de iguais condições, incumbindo ao veículo observá-la e fazê-la observar por todos os seus agentes ou prepostos, cujo reconhecimento como tal poderá ser cancelado por infração deste dispositivo.

III. Aos veículos de propaganda fica naturalmente reservado o direito de dar ou não crédito à agência, não sendo lícito, porém, negar-lhe a comissão ou recusar-lhe a divulgação do anúncio quando pago à vista. Excetuam-se os casos em que a matéria não se enquadre dentro da ética ou quando a agência tenha deixado de ser reconhecida pelo veículo, do que lhe deve ser dado aviso com 90 dias de antecedência.

Identifica-se que o fio condutor da atuação ética do profissional de Publicidade e Propaganda é

  • A. a livre concorrência dentro de um grupo de empresas capacitadas para a atividade.
  • B. o dever social de todo veículo no sentido de informar o cidadão sobre informações públicas.
  • C. o entretenimento do público-alvo em momentos de lazer para renovar forças entre as jornadas de trabalho.
  • D. a mobilização política em torno de uma causa considerada justa, boa e de interesse público.
  • E. a circulação de verbas restrita a um grupo fechado de empresas reunidas nas associações do setor.

Questão 568604

Ministério Público Estadual - PE (MPE/PE) 2012

Cargo: Analista Ministerial - Área Comunicação Social / Questão 44

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

O Código de Ética dos Profissionais de Propaganda no capítulo destinado a Definições, Normas e Recomendações determina que

  • A.

    a propaganda política e a político-partidária não são capituladas neste Código.

  • B.

    nenhum anúncio deve favorecer ou estimular qualquer espécie de ofensa ou discriminação racial, social, política, religiosa ou de nacionalidade.

  • C.

    os anúncios não devem explorar qualquer espécie de superstição.

  • D.

    publicidade remunerada pode ser ou não ser propaganda.

  • E.

    todo anúncio deve respeitar os princípios de leal concorrência geralmente aceitos no mundo dos negócios.

Questão 455446

Câmara de Parauapebas - PA 2011

Cargo: Jornalista / Questão 50

Banca: Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP)

Nível: Superior

O inciso IV do Código de Ética dos Profissionais de Propaganda diz:

  • A.

    “A utilização da propaganda deve ser incentivada, pois ideal seria que todas as ideias, todos os serviços e todos os produtos fossem simultaneamente apregoados em todos os pontos do País, na mais livre concorrência, para a mais livre escolha de todos os cidadãos”.

  • B.

    “O profissional da propaganda, cônscio do poder que a aplicação de sua técnica lhe põe nas mãos, compromete-se a não utilizá-la senão em campanhas que visem ao maior consumo dos bons serviços, ao progresso das boas instituições e à difusão de ideias sadias”.

  • C.

    “O profissional de propaganda deve conhecer a legislação relativa a seu campo de atividade, e como tal é responsável pelas infrações que, por negligência ou omissão intencional, levar o cliente a cometer, na execução do plano de propaganda que sugeriu e recomendou”.

  • D.

    “No desempenho do seu mister, o profissional da propaganda agirá sempre com honestidade e devotamento com seus comitentes, de modo a bem servir a ele e à sociedade”.