Questões de Concurso de Código de Ética do Psicólogo - Legislação Federal

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 913754

Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul - RS (DPE/RS) 2017

Cargo: Analista - Área Saúde - Especialidade Psicologia / Questão 51

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Mariana, psicóloga com alguns anos de formação clínica, possui dois sobrinhos, filhos de sua única irmã Miriam. Certo dia, em uma conversa familiar, Miriam informou a toda a família que as crianças estão sofrendo muito com a separação conjugal dela e do marido.

Miriam foi casada com Ricardo e, após doze anos de relacionamento, o casal decidiu se separar. Comunicaram essa decisão aos filhos de 5 e 7 anos e resolveram que seriam pais amigos e presentes, o que motivou a opção pela guarda compartilhada. No entanto, após 1 ano da separação, Ricardo entrou com uma ação judicial de reversão da guarda para unilateral, sob a alegação que Míriam não estava dando permissão total para seu acesso aos filhos.

O juiz determinou perícia psicológica e o ex-casal Míriam e Ricardo, de comum acordo, sugeriu que o trabalho fosse realizado pela psicóloga Mariana, pois ela conhecia melhor do que ninguém as crianças, a história do casal e poderia também oferecer melhores custos para a família que, naquele momento, atravessava dificuldades financeiras.

Levando-se em consideração o Código de Ética Profissional do Psicólogo divulgado pelo Conselho Federal de Psicologia é correto afirmar que

  • A. a ponderação do custo-benefício deve ser imperiosa para o juiz na aceitação do nome da perita indicada pelas partes.
  • B. Mariana não poderá assumir o encargo de ser perita ou avaliadora da situação, pois possui vínculos pessoais com a família solicitante.
  • C. a vinculação pré-existente entre Mariana e a família, que ora lhe solicita a avaliação, trará maior clareza, profundidade e agilidade na análise que será apresentada ao juiz e, portanto, a tarefa pericial deve ser imediatamente iniciada por ela.
  • D. a psicóloga Mariana não possui a especialidade solicitada na perícia, qual seja, avaliação de família em sofrimento e, portanto, necessitará solicitar um prazo maior ao juiz para a realização do trabalho.
  • E. Mariana poderá apenas formular quesitos, entregá-los aos advogados das partes e, posteriormente, quando tiver conhecimento do laudo protocolado, respondê-los com o cuidado de indicar seu número de registro profissional.

Questão 928693

Tribunal de Justiça   - MS (TJMS/MS) 2017

Cargo: Técnico de Nível Superior - Área Psicologia / Questão 21

Banca: Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC - PR)

Nível: Superior

Com base no disposto no Código de Ética Profissional do Psicólogo, marque a alternativa que NÃO representa um dever desse profissional.
  • A. Pleitear ou receber comissões, empréstimos, doações ou vantagens outras de qualquer espécie, além dos honorários contratados.
  • B. Assumir responsabilidades profissionais somente por atividades para as quais esteja capacitado pessoal, teórica e tecnicamente.
  • C. Prestar serviços profissionais em situações de calamidade pública ou de emergência, sem visar benefício pessoal.
  • D. Informar, a quem de direito, os resultados decorrentes da prestação de serviços psicológicos, transmitindo somente o que for necessário para a tomada de decisões que afetem o usuário ou beneficiário.
  • E. Ter, para com o trabalho dos psicólogos e de outros profissionais, respeito, consideração e solidariedade, e, quando solicitado, colaborar, salvo impedimento por motivo relevante.

Questão 884927

Tribunal de Justiça   - SP (TJSP/SP) 2017

Cargo: Psicólogo Judiciário / Questão 59

Banca: Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível: Superior

Ao atender uma adolescente, um psicólogo vem a saber que a paciente vem sofrendo sucessivos maus-tratos. Alertando-a de que comunicará o fato à autoridade competente, a paciente lhe diz que só relatou os fatos porque ele lhe havia assegurado sigilo. Nessas circunstâncias, de acordo com o Código de Ética, o psicólogo deverá
  • A. passar a informação para outro colega fazer a denúncia.
  • B. fazer a denúncia de maus-tratos ao Conselho Tutelar.
  • C. convencer a adolescente a fazer ela mesma a denúncia.
  • D. resolver o dilema ético sob a perspectiva do menor prejuízo.
  • E. honrar a palavra empenhada e manter o sigilo sobre os fatos.

Questão 846747

Tribunal Regional do Trabalho / 11ª Região (TRT 11ª) 2017

Cargo: Analista Judiciário - Área Psicologia / Questão 69

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Cláudio (38 anos) e Lia (36 anos) estavam casados há 10 anos, quando Cláudio suspeitou que Lia tivesse um caso extra-conjugal com um colega de trabalho. Encontrava-se muito ansioso e passou a ter insônia, o que lhe trouxe muitos outros sintomas e decidiu por iniciar uma psicoterapia. Preocupada com o marido, Lia telefonou ao psicólogo de Cláudio e solicitou um relatório psicológico sobre o estado mental atual do esposo. Segundo o Código de Ética Profissional do Psicólogo, o psicólogo de Cláudio
  • A. pode emitir um atestado psicológico, certificando uma determinada situação ou estado psicológico de Cláudio, para justificar faltas e/ou impedimentos apresentados por ele.
  • B. pode fornecer o relatório psicológico, uma vez que a esposa de Cláudio é a pessoa próxima a cuidá-lo e desrespeitar o sigilo, nesse caso, tem o sentido de protegê-lo, o que permite a emissão de documentos específicos.
  • C. pode emitir um laudo com dados sobre os sintomas registrados, situações ou estados psicológicos.
  • D. pode emitir uma declaração com o registro de sintomas, situações ou estados psicológicos.
  • E. não pode fornecer o relatório psicológico, uma vez que é dever do psicólogo respeitar o sigilo profissional a fim de proteger, por meio da confidencialidade, a intimidade das pessoas.

Questão 830246

Secretaria de Estado de Educação - DF (SEE/DF) 2017

Cargo: Analista de Gestão Educacional - Área Psicologia / Questão 116

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Considerando o código de ética profissional do psicólogo e as perspectivas contemporâneas da atuação do psicólogo escolar, julgue os itens a seguir. Em situação multiprofissional, não cabe ao psicólogo, em respeito ao código de ética, intervir na prestação de serviços psicológicos que estejam sendo efetuados por outros profissionais.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 830247

Secretaria de Estado de Educação - DF (SEE/DF) 2017

Cargo: Analista de Gestão Educacional - Área Psicologia / Questão 117

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Considerando o código de ética profissional do psicólogo e as perspectivas contemporâneas da atuação do psicólogo escolar, julgue os itens a seguir. Ao acompanhar as atividades em sala de aula ou em outro espaço da escola, o psicólogo educacional deve informar aos sujeitos da instituição a utilização de meios de registro e observação.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 830248

Secretaria de Estado de Educação - DF (SEE/DF) 2017

Cargo: Analista de Gestão Educacional - Área Psicologia / Questão 118

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Considerando o código de ética profissional do psicólogo e as perspectivas contemporâneas da atuação do psicólogo escolar, julgue os itens a seguir. Na realização de pesquisas com a finalidade de caracterizar a população estudantil de uma escola, fica a critério do psicólogo salvaguardar o caráter voluntário da participação dos alunos, já que a finalidade da pesquisa impõe a obrigatoriedade da participação dos envolvidos.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 830249

Secretaria de Estado de Educação - DF (SEE/DF) 2017

Cargo: Analista de Gestão Educacional - Área Psicologia / Questão 119

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Considerando o código de ética profissional do psicólogo e as perspectivas contemporâneas da atuação do psicólogo escolar, julgue os itens a seguir. De acordo com o código de ética profissional do psicólogo, esse profissional, ao trabalhar em uma organização, deve respeitar a missão, a filosofia e a vigência das políticas e normas da empresa, desde que estas não caracterizem negligência e discriminação, já que é vedado ao psicólogo ser conivente com tais práticas durante sua atuação.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 830250

Secretaria de Estado de Educação - DF (SEE/DF) 2017

Cargo: Analista de Gestão Educacional - Área Psicologia / Questão 120

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Considerando o código de ética profissional do psicólogo e as perspectivas contemporâneas da atuação do psicólogo escolar, julgue os itens a seguir. Em atendimento psicossocial educativo na escola para intervenção e avaliação da queixa escolar com crianças em situações de acolhimento institucional, o psicólogo só poderá dar prosseguimento à intervenção e efetuar o atendimento se obtiver autorização dos responsáveis legais.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 924720

Universidade Federal do Pernambuco - PE (UPE/PE) 2017

Cargo: Psicólogo / Questão 40

Banca: Universidade de Pernambuco (UPE / UPENET / IAUPE)

Nível: Superior

No Facebook, em páginas pessoais, temos os seguintes psicólogos e seus proferimentos: Paulo –

“sou a favor do socialismo e contra o capitalismo”, João – “sou contra o casamento homossexual”, Carlos – “todo aquele que não for eleito é um golpista usurpador do poder” e Everaldo – “o aborto é um direito da mulher”.

Sobre a realização de tais proferimentos, de acordo com o Código de Ética do Psicólogo, é CORRETO afirmar que

  • A. apenas Paulo e Carlos foram antiéticos.
  • B. apenas João e Everaldo foram antiéticos.
  • C. apenas João, Carlos e Everaldo foram antiéticos.
  • D. nenhum deles foi antiético.
  • E. todos foram antiéticos.