Língua Portuguesa Texto

Na organização do texto, antes de afirmar que “A iluminação artificial excessiva, principalmente na área rural, foi associada a uma maior probabilidade de epidemias por atrair vetores de doenças, como o barbeiro (doença de Chagas), o mosquito-palha (leishmaniose) e o mosquito- -prego (malária)” (l. 25-29), o autor explica a seguinte característica da poluição luminosa:
  • A. a desorientação espacial provocada em insetos como mariposa e besouro.
  • B. a produção de flores, de frutos ou a queda de folhas em épocas inesperadas.
  • C. o aparecimento de uma “aura” de luz no horizonte na direção das grandes cidades.
  • D. o aumento da poluição luminosa relacionado à invenção das lâmpadas LED.
  • E. o diabetes e outros problemas de saúde provocados por quebras no relógio biológico.