Medicina Especialidade Cardiologia

Paciente masculino, 48 anos, branco, grande tabagista, sedentário, foi atendi-do em hospital de periferia com quadro de dor retroesternal de forte intensida-de com duração de 2 horas. Ao exame físico, apresentava sudorese fria, pali-dez cutânea, náusea e vômitos, PA= 130x70 mmHg; FC=58 bpm, irregular; ECG : bloqueio átrio-ventricular intermitente e supradesnível de V1 a V6. RX tórax área cardíaca normal sem alargamento de mediastino. Transferido para a Unidade de Terapia Intensiva; após 45 minutos apresenta-se hipotenso PA=70x40, bulhas abafadas e turgência jugular. RX tórax sem alterações em relação ao anterior e ECG com QRS baixa amplitude. Rapidamente, evolui para AESP. Qual o diagnóstico mais provável da descompensação aguda?
  • A. Dissecção aórtica.
  • B. Infarto anterior extenso com choque cardiogênico.
  • C. Infarto anterior extenso com ruptura de ventrículo.
  • D. Infarto anterior extenso com disfunção do músculo papilar.