Medicina Especialidade Cardiologia

Carol é uma jovem de 23 anos, formada em Direito e estudante para concursos públicos, que vem à consulta médica devido a um “desmaio” no fim de semana. A paciente relata que estava assistindo à missa, de pé, quando a visão ficou turva, teve sudorese fria, náuseas e sensação de desfalecimento. Quando se lembra, estava deitada no banco sendo socorrida por sua avó e tia. Estas foram à consulta e informam que não houve traumatismo, liberação esfincteriana nem abalos musculares e que Carol acordou após cerca de dois minutos. A paciente foi atendida em uma unidade de pronto atendimento, onde realizou hemograma, bioquímica, eletrocardiograma e ecocardiograma, todos com resultados normais. Ela não tem comorbidades prévias nem faz uso de medicação diária.Oexame físico é normal. Das opções abaixo, a conduta mais apropriada é:

  • A.

    explicar a paciente que a causa mais provável é vasovagal e orientar medidas não farmacológicas preventivas.

  • B.

    iniciar fludrocortisona 0,1 mg/dia, uma vez que síncope neurocardiogênica é o diagnóstico mais provável.

  • C.

    solicitar teste ergométrico e ecodoppler de carótidas e vertebrais. Se forem normais, considerar ir a um especialista em arritmias para estudo eletrofisiológico.

  • D.

    solicitar eletroencefalograma e tomografia computadorizada do crânio e pedir parecer a um neurologista.

  • E.

    iniciar propranolol 40 mg/dia e clonazepam 0,5 mg/dia, pois os sintomas devem estar relacionados com ansiedade e estresse pelos estudos.