Medicina Especialidade Cardiologia

Assinale a alternativa CORRETA. O estudo caso-controle INTERHEART, envolvendo cerca de 30.000 indivíduos em 52 países, avaliou os fatores de risco para infarto agudo do miocárdio (IAM). Sua conclusão principal foi:

  • A.

    fatores de risco clássicos são preditores poderosos e “explicam” 90% dos IAM.

  • B.

    a proteína C reativa acrescenta muita informação sobre o risco para IAM.

  • C.

    hiper-homocisteinemia é um fator comum, determinante e independente para IAM.

  • D.

    os fatores de risco “emergentes” melhoraram o desempenho prognóstico para IAM.

  • E.

    os fatores de risco clássicos ainda são insuficientes para predizer casos de IAM.