Medicina Especialidade Cardiologia

Texto para as questões 31 e 32

A importância da história clínica e do exame físico para a correta avaliação de crianças com suspeita de doença cardiovascular é essencial. O conhecimento das peculiaridades clínicas dos distintos distúrbios que envolvem a anatomia e a fisiologia cardíacas requer experiência e habilidades diferenciadas para fundamentar a segurança no diagnóstico e na prescrição terapêutica. Assim, a história clínica voltada para o componente cardíaco deve começar pelo detalhamento do período perinatal, incluindo, por exemplo, a presença de cianose, dificuldade respiratória ou prematuridade. Complicações maternas como diabetes gestacional, medicações, lúpus eritematoso sistêmico ou uso de drogas ilícitas podem estar associadas a problemas cardíacos da criança. Alguns elementos diagnósticos, de natureza clínica, podem ser extraídos, com boa margem de segurança, da anamnese e do exame físico feitos com qualidade.

Ainda com relação às ideias mencionadas no texto, assinale a opção correta.

  • A.

    Hepatoesplenomegalia é sinal clínico patognomônico de insuficiência cardíaca em lactentes e em crianças maiores.

  • B.

    A inspeção da onda do pulso venoso jugular pode informar acerca dessa pressão do átrio esquerdo.

  • C.

    Filho de mãe diabética tem predisposição para cardiomiopatia hipertrófica.

  • D.

    O som da primeira bulha cardíaca é causado pela abertura das valvas mitral e tricúspide.

  • E.

    A pressão arterial da criança não está associada ao seu peso e à estatura.