Medicina Especialidade Cardiologia

A tetralogia de Fallot é cardiopatia congênita na qual o defeito primário é um desvio anterior do septo infundibular (septo muscular que separa os fluxos aórtico e pulmonar). As consequências do desvio são: obstrução do fluxo ventricular direito (estenose pulmonar); comunicação interventricular (defeito do septo ventricular); dextro-posição da aorta com sobreposição do septo ventricular; e hipertrofia ventricular direita. Com base nessas informações, assinale a opção correta.

  • A.

    As intervenções cirúrgicas para correção de tetralogia de fallot grave são contraindicadas no período neonatal.

  • B.

    O seguimento durante cinco a vinte anos após cirurgia para correção de tetralogia de Fallot revela que a melhora dos sintomas é passageira, com frequentes recaídas.

  • C.

    A criança portadora de tetralogia de Fallot interrompe atividade com esforço físico, assume posição agachada durante alguns minutos e, em seguida, retorna à atividade.

  • D.

    A cateterização cardíaca de portador de tetralogia de Fallot revela pressão sistólica do ventrículo direito inferior à pressão diastólica sistêmica.

  • E.

    A insuficiência cardíaca é complicação frequente em pacientes portadores de tetralogia de Fallot.