Medicina Especialidade Cardiologia

Um homem de 65 anos de idade procurou o prontosocorro devido ao surgimento súbito de dor torácica intensa, retroesternal, irradiada para o pescoço e para as costas, iniciada há cerca de 1 hora. Ele tem hipertensão arterial há 20 anos, é tabagista crônico (50 maços/ano) e nega sintomas cardiovasculares prévios. No exame físico, constata-se paciente ansioso, com sudorese profusa, freqüência cardíaca de 100 bpm, pressão arterial de 200 mmHg × 120 mmHg (medida na posição deitada, no braço direito, que tem circunferência de 19 cm, com manguito padrão), freqüência respiratória de 15 irpm. Pulmões limpos. Ritmo cardíaco regular em 3 tempos, por 4.ª bulha, hiperfonese de 2.ª bulha em foco aórtico, sem sopros, pulso radial esquerdo diminuído em relação ao direito. O eletrocardiograma convencional mostrou taquicardia sinusal, sobrecarga do ventrículo esquerdo, alterações da repolarização ventricular com padrão de strain. A radiografia torácica revelou alargamento do mediastino superior, moderado aumento da sombra cardíaca e campos pleuropulmonares limpos.

Tendo como base esse caso clínico hipotético, julgue os itens seguintes.

Nesse contexto, estudos clínicos recentes têm demonstrado importantes efeitos benéficos associados ao uso intravenoso do abciximab, um anticorpo monoclonal que bloqueia, nãocompetitiva e irreversivelmente, os receptores de glicoproteína IIb/IIIa, reduzindo assim a progressão dos processos patológicos básicos associados.

  • C. Certo
  • E. Errado