Medicina Especialidade Cirurgias Cirurgia Cardíaca

Texto III, para responder às questões de 26 a 30.

Um paciente de cinquenta anos de idade é portador de uma doença de herança autossômica dominante que tem como características predominantes alongamento dos membros, altura aumentada com padrão longilíneo, pectusescavatum e alterações do cristalino. O envolvimento do coração e dos vasos sanguíneos é frequente, em virtude da deficiência de uma proteína responsável pela rigidez dos tecidos.

Considere que, na situação apresentada no texto, a cirurgia tenha sido realizada com sucesso. Porém, o paciente apresentou, no pós-operatório imediato, isquemia de membros inferiores, distensão abdominal importante e anúria. Apresentava-se hemodinamicamente estável, volemia adequada, sem sangramentos importantes e drogas vasoativas em doses baixas. Ao ecocardiograma, a função cardíaca era adequada, sem defeitos residuais importantes, e não havia derrame pericárdico. Qual é o mecanismo mais provável dessa condição de má perfusão esplâncnica e de membros?

  • A.

    rotura da aorta abdominal

  • B.

    embolia gasosa

  • C.

    fluxo dependente da luz falsa com reentrada ausente ou insuficiente

  • D.

    ateromatose intestinal

  • E.

    vasoplegia