Questões de Concurso de Cirurgia de Cabeça e Pescoço - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 933902

Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - SP (ISCMSP/SP) 2017

Cargo: Médico Residente - Programa de Cirurgia de Cabeça - Pré Requisito: Cirurgia Geral / Questão 11

Banca: Instituto Quadrix

Nível: Superior

Uma paciente de 67 anos de idade procurou um consultório médico com queixa de alteração do ritmo intestinal há seis meses, caracterizada por diarreia. Ao exame físico, encontrava-se descorada ++/4+. Exame físico abdominal não apresentou alterações. Levou o resultado de um ultrassom de abdome, que mostrava quatro imagens nodulares arredondadas no fígado, de aproximadamente 2 a 3 cm cada, nos segmentos V, VII e VIII.

Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa correta.

  • A. A paciente não tem queixas relacionadas ao fígado e, por isso, deve-se pensar em hemangiomas hepáticos, com realização de novo ultrassom em seis meses.
  • B. Trata-se de um caso de lesões metastáticas hepáticas, sendo mandatória a realização de colonoscopia.
  • C. O caso sugere um hepatocarcinoma hepático, uma vez que a paciente possui várias lesões no fígado, devendo ser indicada a hepatectomia direita.
  • D. Uma tomografia de abdome deve confirmar a presença de hemangiomas, com indicação de nodulectomia videolaparoscópica.
  • E. As características epidemiológicas e clínicas sugerem a presença de glucagonoma, devendo ser realizada a ressecção com ultrassom intraoperatório para identificar outras lesões.

Questão 933903

Irmandade de Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - SP (ISCMSP/SP) 2017

Cargo: Médico Residente - Programa de Cirurgia de Cabeça - Pré Requisito: Cirurgia Geral / Questão 12

Banca: Instituto Quadrix

Nível: Superior

Uma paciente de 25 anos de idade apresenta quadro de dor abdominal há oito meses. Procurou serviço médico e realizou um ultrassom de abdome, que mostrou cálculos na vesícula. Foi submetida à colecistectomia sem intercorrências. Após oito meses, voltou ao serviço com icterícia, colúria e acolia, que se iniciaram há duas semanas, e realizou outro ultrassom de abdome, que mostrou dilatação de vias biliares intra e extra-hepáticas, com presença de imagem arredondada no interior do colédoco distal.

Nesse caso hipotético, o diagnóstico e a conduta mais adequados são, respectivamente,

  • A. lesão iatrogênica de vias biliares e drenagem transparieto-hepática.
  • B. coledocolitíase residual e laparotomia exploradora com coledocotomia.
  • C. tumor de colédoco distal e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica.
  • D. lesão iatrogênica de vias biliares e ácido ursodeoxicólico.
  • E. coledocolitíase residual e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica.

Questão 630104

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 31

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 31 a 35

Um paciente tabagista e etilista de longa data foi à consulta ao otorrinolaringologista, devido à dor de ouvido e uma discreta dificuldade de abrir a boca. Ao examinar o ouvido do paciente, o médico nada encontrou de anormal, porém, ao exame clínico minucioso, percebeu um tumor na loja amigdaliana direita, com 2,5 cm no seu maior diâmetro, com trismo presente, e um linfonodo cervical do mesmo lado, com 2 cm. A biópsia revelou ser um carcinoma epidermoide.

Considere que, no processo de carcinogênese do tumor desse paciente, tenha ocorrido uma alteração genética, uma mutagênese devido a uma alteração no gene. Nessa situação, é possível verificar

  • A.

    quebras cromossômicas e translocações.

  • B.

    introdução de partículas químicas exógenas nas células.

  • C.

    introdução de DNA no interior das células.

  • D.

    uma ação efetiva do P53.

  • E.

    alteração localizada simples na sequência de nucleotídeos.

Questão 630105

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 32

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 31 a 35

Um paciente tabagista e etilista de longa data foi à consulta ao otorrinolaringologista, devido à dor de ouvido e uma discreta dificuldade de abrir a boca. Ao examinar o ouvido do paciente, o médico nada encontrou de anormal, porém, ao exame clínico minucioso, percebeu um tumor na loja amigdaliana direita, com 2,5 cm no seu maior diâmetro, com trismo presente, e um linfonodo cervical do mesmo lado, com 2 cm. A biópsia revelou ser um carcinoma epidermoide.

A explicação aceitável para a dor de ouvido que motivou a ida do paciente ao médico é a ocorrência de

  • A.

    otalgia referida através de ramos do nervo lingual com o gânglio de Gasser e o ouvido médio.

  • B.

    otalgia referida através do nervo glossofaríngeo com o gânglio de Gasser e o nervo de Arnold.

  • C.

    otalgia referida através do nervo lingual com o gânglio petroso, o nervo de Jacobson e o ouvido.

  • D.

    otalgia referida através do ramo interno do nervo laríngeo superior com o gânglio jugular e o nervo de Arnold.

  • E.

    otalgia referida através do nervo glossofaríngeo em conexão com o gânglio petroso, então, com o nervo de Jacobson.

Questão 630106

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 33

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 31 a 35

Um paciente tabagista e etilista de longa data foi à consulta ao otorrinolaringologista, devido à dor de ouvido e uma discreta dificuldade de abrir a boca. Ao examinar o ouvido do paciente, o médico nada encontrou de anormal, porém, ao exame clínico minucioso, percebeu um tumor na loja amigdaliana direita, com 2,5 cm no seu maior diâmetro, com trismo presente, e um linfonodo cervical do mesmo lado, com 2 cm. A biópsia revelou ser um carcinoma epidermoide.

Uma justificativa possível para o trismo desse paciente é

  • A.

    comprometimento da articulação têmporo-mandibular.

  • B.

    comprometimento do músculo pterigoideo medial.

  • C.

    comprometimento dos músculos bucinadores.

  • D.

    comprometimento do músculo temporal.

  • E.

    otalgia e comprometimento da articulação têmporomandibular.

Questão 630107

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 34

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 31 a 35

Um paciente tabagista e etilista de longa data foi à consulta ao otorrinolaringologista, devido à dor de ouvido e uma discreta dificuldade de abrir a boca. Ao examinar o ouvido do paciente, o médico nada encontrou de anormal, porém, ao exame clínico minucioso, percebeu um tumor na loja amigdaliana direita, com 2,5 cm no seu maior diâmetro, com trismo presente, e um linfonodo cervical do mesmo lado, com 2 cm. A biópsia revelou ser um carcinoma epidermoide.

Caso o cirurgião de cabeça e pescoço opte por realizar cirurgia para o tratamento de um caso semelhante, em outro paciente com o pescoço negativo, o procedimento recomendável seria a ressecção do tumor com

  • A.

    esvaziamento cervical supraomohioideo unilateral sem traqueostomia.

  • B.

    esvaziamento cervical radical unilateral e traqueostomia.

  • C.

    esvaziamento cervical radical bilateral e traqueostomia.

  • D.

    esvaziamento cervical radical unilateral e supraomohioídeo contralateral.

  • E.

    esvaziamento cervical supraomohioideo bilateral e traqueostomia.

Questão 630108

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 35

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 31 a 35

Um paciente tabagista e etilista de longa data foi à consulta ao otorrinolaringologista, devido à dor de ouvido e uma discreta dificuldade de abrir a boca. Ao examinar o ouvido do paciente, o médico nada encontrou de anormal, porém, ao exame clínico minucioso, percebeu um tumor na loja amigdaliana direita, com 2,5 cm no seu maior diâmetro, com trismo presente, e um linfonodo cervical do mesmo lado, com 2 cm. A biópsia revelou ser um carcinoma epidermoide.

Caso o cirurgião de cabeça e pescoço opte por realizar tratamento de preservação do órgão, o procedimento mais utilizado pela maioria dos oncologistas (clínico e cirurgião de cabeça e pescoço), atualmente, é a realização de

  • A.

    dois ciclos de quimioterapia com taxol e 5-fluoracil.

  • B.

    dois ciclos de quimioterapia com carbamazina, taxol e 5-fluoracil.

  • C.

    um ciclo de quimioterapia com cisplatina, 5-fluoracil.

  • D.

    dois ciclos de quimioterapia com cisplatina, docetaxel e 5-fluoracil, com regressão, mais um ciclo seguido de quimioradioterapia.

  • E.

    dois ciclos de quimioterapia com cisplatina.

Questão 630109

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 36

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 36 a 38

Um paciente asiático foi atendido no consultório médico com história de tumor, queixa de obstrução nasal e de ouvido, com sangramento e secreção purulenta pela narina. Submetido a exame físico, o paciente apresentou tumoração cervical em nível Va.

De acordo com a provável hipótese diagnóstica, do ponto de vista epidemiológico e da carcinogênese, o provável evento que deu origem à formação do tumor no referido paciente é

  • A.

    a mutação nas bases T-C.

  • B.

    a mutação do tipo C-T no P63.

  • C.

    a inclusão de DNA no interior da célula normal.

  • D.

    a quebra do núcleo com translocações e transversões.

  • E.

    a exclusão de DNA no interior da célula.

Questão 630110

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 37

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 36 a 38

Um paciente asiático foi atendido no consultório médico com história de tumor, queixa de obstrução nasal e de ouvido, com sangramento e secreção purulenta pela narina. Submetido a exame físico, o paciente apresentou tumoração cervical em nível Va.

O provável diagnóstico histológico, o exame complementar e o atual tratamento padrão inicial, que visam à cura do paciente asiático mencionado, são, respectivamente,

  • A.

    carcinoma epidermoide indiferenciado, tomografia computadorizada com contraste e radioterapia.

  • B.

    carcinoma epidermoide indiferenciado, tomografia computadorizada sem contraste e radioterapia.

  • C.

    carcinoma epidermoide, tomografia computadorizada sem contraste e quimioterapia.

  • D.

    carcinoma epidermoide, tomografia computadorizada com contraste, cirurgia seguida de quimioterapia e radioterapia.

  • E.

    carcinoma epidermoide indiferenciado, tomografia computadorizada com contraste, quimioterapia e radioterapia.

Questão 630111

Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013

Cargo: Médico - Área Cirurgia Cabeça e Pescoço / Questão 38

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE)

Nível: Superior

Texto para as questões de 36 a 38

Um paciente asiático foi atendido no consultório médico com história de tumor, queixa de obstrução nasal e de ouvido, com sangramento e secreção purulenta pela narina. Submetido a exame físico, o paciente apresentou tumoração cervical em nível Va.

Considere que, após seis meses de tratamento, o paciente não tenha apresentado clínica de recidiva. Nessa situação, de acordo com os protocolos internacionais adotados atualmente para definição dos critérios de controle da doença, os exames complementares que devem ser realizados são

  • A.

    videonasolaringoscopia (com exame do cavum), raio X de tórax e cintilografia óssea.

  • B.

    videonasolaringoscopia e tomografia computadorizada sem contraste.

  • C.

    laringoscopia direta e tomografia com contraste.

  • D.

    videonasolaringoscopia (com exame do cavum) e tomografia computadorizada com contraste.

  • E.

    videonasolaringoscopia (com exame do cavum) e PET-CT.