Medicina Especialidade Cirurgias Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Texto para as questões 59 e 60

Um paciente, trabalhador externo (vendedor ambulante) chegou a um serviço de cirurgia de cabeça e pescoço, queixando-se de uma lesão ulcerada com três meses de evolução, situada na linha média do lábio inferior, medindo 2,5 cm no maior eixo. Clinicamente, no pescoço, não havia linfonodopatia patológica.

Caso esse paciente apresente diagnóstico histológico de tumor maligno, deve-se realizar o tratamento com

  • A.

    queilectomia parcial com reconstrução.

  • B.

    queilectomia parcial e esvaziamento cervical supraomohioidea unilateral.

  • C.

    queilectomia total com reconstrução.

  • D.

    queilectomia parcial sem reconstrução.

  • E.

    queilectomia parcial e esvaziamento cervical supraomohioidea bilateral.