Medicina Especialidade Cirurgias Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Texto para as questões de 70 a 73

Em uma consulta médica, um paciente relatou que apresenta tumor de pele na região frontal, com 2 cm no maior diâmetro, no lado direito. O diagnóstico do tumor é carcinoma epidermoide, com ausência clínica ou radiológica de linfonodo patológico parotídeo ou cervical.

Com base no caso descrito, e sabendo que o primeiro sítio de drenagem linfática são os linfonodos parotídeos, assinale a opção que descreve como deve ser a abordagem do tumor, na região parotídea e do pescoço nesse caso.

  • A.

    Deve-se realizar profilaticamente a parotidectomia ipsilateral e o esvaziamento supraomohioideo. Deve-se observar mensalmente o pescoço nos primeiros 6 meses. A partir de então, deve-se observar de 3 em 3 meses até 2 anos e, após esse período, a cada 6 meses.

  • B.

    Deve-se realizar profilaticamente a parotidectomia e o esvaziamento cervical funcional clássico à direita. No primeiro ano, deve-se observar o pescoço a cada 3 meses e, após esse período, a cada 6 meses.

  • C.

    Deve-se realizar profilaticamente a parotidectomia bilateral e observar de 2 em 2 meses no primeiro ano de seguimento.

  • D.

    Deve-se somente ressecar a lesão primária e observar mensalmente o pescoço nos primeiros 6 meses. A partir de então, deve-se observar de 3 em 3 meses até 2 anos e, após esse período, a cada 6 meses.

  • E.

    Deve-se realizar profilaticamente a parotidectomia ipsilateral e observar mensalmente o pescoço nos primeiros 6 meses. A partir de então, deve-se observar de 3 em 3 meses até 2 anos e, após esse período, a cada 6 meses.