Medicina Especialidade Cirurgias Cirurgia Pediátrica

A doença cirúrgica eletiva mais frequente na criança, a hérnia inguinal, decorre do desenvolvimento embriológico incompleto da região. Quanto às afecções cirúrgicas da região inguinal, assinale a alternativa incorreta.

  • A.

    A hérnia inguinal direta, lateral aos vasos epigástricos inferiores, é muito rara em crianças, correspondendo a aproximadamente 4% dos casos pediátricos.

  • B.

    No tratamento cirúrgico da hérnia inguinal da menina, com ovário encarcerado, está mais indicada a invaginação do saco e do seu conteúdo com uma sutura em bolsa externa ao saco e manobra de Barker.

  • C.

    A orquiopexia pela técnica de Fowler-Stephens é baseada na disposição anatômica do ducto deferente em alça longa, o que propicia uma vascularização secundária pelas anastomoses entre a alça vascular do ducto deferente e a porção terminal dos vasos testiculares.

  • D.

    A segunda etapa da descida testicular é a migração inguinoescrotal e está sob controle androgênico.

  • E.

    Um testículo criptorquídico impalpável, associado à hipospádia, representa risco de 50% para a existência de um distúrbio de diferenciação sexual.