Medicina Especialidade Citopatologia

Mulher, 40 anos, nulípara, utilizando medicação hormonal, apresenta, no esfregaço citopatológico cérvico-vaginal, células epiteliais glandulares dispostas em fitas, rosetas, ocasionais agrupamentos tipo lençol, em que o padrão "favo de mel" desaparece. Evidencia-se pequeno grau de sobreposição nuclear, com núcleos aumentados de volume (3 a 5x do núcleo da célula endocervical normal), citoplasma cianófilo abundante. Em alguns focos microscópicos, vê-se arranjo nuclear com núcleos protundentes da periferia do grupo celular (disposição em cocar). Observa-se, também, pleomorfismo nuclear, hipercromasia, cromatina granular, nucléolos pequenos ou inconspícuos e anisocitose. Assinalar o diagnóstico provável.

  • A.

    Adenocarcinoma endometrial.

  • B.

    Carcinoma adenoescamoso.

  • C.

    Adenocarcinoma endocervical in situ.

  • D.

    Adenocarcinoma endocervical invasor.

  • E.

    Adenocarcinoma ovárico.