Medicina Especialidade Clínica Cirúrgica

Um jovem de 27 anos, submetido a herniorrafia umbilical de emergência devido a estrangulamento do conteúdo, teve necessidade de abertura da cavidade abdominal para ressecção de parte do grande epíplon, o qual apresentava sinais de sofrimento. Cerca de 4 horas após o término do efeito da anestesia peridural, nota o aparecimento de dor constante em região hipogástrica, a qual, posteriormente, se localiza em fossa ilíaca direita. Ocorreram dois episódios de vômitos. No dia seguinte, o hemograma mostra leucocitose (< 15000) com aumento dos neutrófilos. A rotina radiológica de abdome agudo acusa discreto pneumoperitônio. Apresenta hipertermia de 37,9°C. Baseado nos dados acima, o diagnóstico mais provável é:

  • A.

    Perfuração de víscera oca, não detectada ao ato cirúrgico.

  • B.

    Reação pós-operatória normal.

  • C.

    Apendicite aguda com pneumoperitônio residual.

  • D.

    Atelectasia de base.

  • E.

    Úlcera péptica perfurada no pós-operatório.