Medicina Especialidade Clínica Cirúrgica

Em 1950, Norman Barrett descreveu determinadas alterações no epitélio do esôfago terminal. Tais alterações caracterizavam-se por substituição do epitélio escamoso estratificado, que normalmente reveste o esôfago, por epitélio colunar de características intestinais. O fator determinante para este fato é o refluxo gastroesofágico crônico. A ressecção esofágica para esses pacientes pode ser indicadaemuma das seguintes situações:

  • A.

    nos casos de refluxo gastroesofágico importante, com esofagite associada.

  • B.

    quando uma hérnia paraesofágica é associada ao esôfago de Barrett.

  • C.

    nos pacientes com menos de 40 anos de idade.

  • D.

    nos pacientes portadores da doença, com mais de 5 anos de evolução.

  • E.

    nos pacientes portadores de displasia de alto grau.